. Retrospectiva 2021: o ano da resistência – Doutores da Alegria

Para melhor visualização do site, utilizar navegador Google Chrome.

Blog

Retrospectiva 2021: o ano da resistência

27 de dezembro de 2021
Tempo de leitura: 4 minutos

Doutores da Alegria

Comentario 0
Compartilhar 0

2º Festival Miolo Mole celebrou arte e cultura como direito de todos e arrecadou recursos para a manutenção dos Doutores da Alegria

Em 2020, no meio de todo cenário que a pandemia impôs, conseguimos nos fortalecer e ampliar o campo de atividades da organização por meio das ações virtuais, especialmente nas redes sociais. O final do ano trazia a esperança de que, aos poucos, pudéssemos ter a retomada das ações presenciais logo no primeiro semestre de 2021.

Mas o ano começou com a incerteza do retorno e a continuidade dos impactos do coronavírus na sociedade e, principalmente, no sistema público de saúde. O sonhado retorno presencial aos hospitais aconteceu somente a partir de setembro, quando a primeira palhaça do elenco completou o ciclo de vacinação.

No primeiro semestre, a associação enfrentou dificuldades para manter o trabalho: os recursos captados via lei de incentivo só foram liberados no mês de julho.

Esses e outros fatores, combinados, fizeram de 2021 um ano ainda mais desafiador do que o último. Mas ainda assim, conseguimos recuperar o fôlego no segundo semestre e pudemos celebrar nossos 30 anos de atuação em setembro, realizar o Festival Miolo Mole e seguir com o retorno de todo o elenco aos hospitais.

Mas não foram só essas atividades! Confira o que aconteceu em 2021 na associação Doutores da Alegria!

1º Trimestre

Luto – A associação sofreu sua primeira perda, em 30 anos, no elenco paulistano: a atriz Juliana Gontijo faleceu em decorrência de um câncer. Ela atuava há 23 anos na organização.

Juliana Gontijo, Dra. Juca Pinduca.

Atendimentos virtuais – Todos os hospitais atendidos por Doutores da Alegria em São Paulo e no Recife estavam recebendo as visitas virtuais dos palhaços. A dupla de artista interagia on-line por meio de tablets conduzidos por profissionais de saúde.

Atendimento on-line no Hospital Oswaldo Cruz, em Recife. Foto: GAC-PE

2º Trimestre

Programa de Formação de Jovens – A 9ª turma do Programa de Formação de Palhaços para Jovens iniciou em maio, com 26 alunos, que devem seguir as aulas e atividades até o final de 2022. O início foi em formato virtual, mas no segundo semestre, com a diminuição das restrições e as vacinas, os alunos puderam ter aulas presenciais, seguindo no modelo híbrido – virtual e presencial.

Formação Básica de Palhaços – O curso de iniciação à linguagem na máscara do palhaço é para artistas e estudantes de Artes Cênicas. A formação teve início em maio e finalizou em dezembro. Foram selecionados 25 alunos para o curso, que também começou no formato on-line e seguiu para o presencial no segundo semestre.

Conta Causos – As melhores histórias vivenciadas nos tempos de confinamento foram apresentadas em duas lives, uma em abril e outra em maio.

Roda Besteirológica Digital – Pela primeira vez no formato virtual, a Roda teve edição única em junho, e apresentou cenas dos palhaços inspiradas nos atendimentos.

Centro Cultural – A primeira edição dos Encontros Culturais teve como tema “Futuros possíveis”, com a participação de Wellington Nogueira e Lala Deheinzelin.

3º Trimestre

Encontros Culturais – Os encontros foram realizados ao final de cada mês e contaram com convidados muito especiais: Vera Iaconelli, Carlos Barmak e Jaime Carbonell, que foram recebidos pela equipe do Doutores da Alegria para tratar de temas variados, como saúde mental, alegria e educação.

Retomada aos hospitais no modelo híbrido – Em agosto, Suzana Aragão, do elenco de São Paulo, se tornou a primeira palhaça a retornar aos hospitais após cumprir o ciclo completo de vacinação. Suzana passou a visitar o hospital carregando sua dupla pelo tablet. O primeiro hospital a receber a visita presencial foi o Itaci.

Suzana Aragão foi a primeira artista a voltar aos hospitais

À medida em que os palhaços foram concluindo o ciclo de vacinação, voltaram aos hospitais.

Celebração 30 anos – Em setembro, comemoramos 30 anos de atuação com uma série de ações para marcar a data. Lançamos o Conta Causos virtual, edição comemorativa, o documentário “O ano em que a Terra parou”, sobre nossas ações na pandemia, e o balanço 2020. Nossos materiais estão com selo de 30 anos, que será utilizado até 2022.

4º Trimestre

Temporada virtual do “Aquele Momento Em Que…” – Em outubro, o espetáculo “Aquele Momento Em Que…” estreou no formato digital e circulou nas redes sociais durante todo o mês.

Aquele Momento em Que…fez temporada on-line. Foto: Lana Pinho

II Festival Miolo Mole – A 2ª edição do evento virtual aconteceu no dia 7 de novembro, nas redes sociais da associação, em uma live que durou 4 horas e contou com atrações como Banda Doutores da Alegria, Beatles para Crianças, Pequeno Cidadão e Teatro Popular Solano Trindade. Toda a instituição se envolveu na organização e realização do festival, que arrecadou recursos para a manutenção do nosso trabalho.

Mocrea – A Mostra de Criação Artística dos Alunos e Ex-Alunos da Escola Doutores da Alegria teve edições presenciais na Fábrica de Cultura Tiradentes e no Centro Cultural Grajaú. Os artistas puderam apresentar suas criações e conferir a reação do público, uma parte importante da formação.


Podcast – Doutores da Alegria entrou no mundo dos podcasts! A primeira temporada de “O palhaço: o que é?” tem três episódios: “Qual a relevância do palhaço nos dias de hoje?”, “Como surge a voz do palhaço?” e “O palhaço chora?”. Está no ar nas principais plataformas de streaming como Spotify, Deezer, Google Podcasts e Apple Podcasts.

Ouça o podcast O palhaço: o que é?

Encontros Culturais – A última edição dos encontros culturais deste ano, realizada no dia 30 de novembro, debateu o tema Branquitude e os privilégios raciais na edição e na arte com o professor e pesquisador Cleber Teixeira Leão. Ronaldo Aguiar conduziu a conversa.

Circulação com exercício cênico – Alunos da 9º turma do PFPJ apresentaram o exercício cênico “Cores e Dores – uma Ciranda de Amores”, inspirado nos canovacci, formato de ações da Commedia Dell’Arte, em 11 apresentações em vários locais, como Fábricas de Cultura, escolas e Museu Catavento.

Exercício cênico apresentado no Museu Catavento. Foto: André Stefano

Boca Larga – Em dezembro, foi lançada a segunda edição virtual da publicação Boca Larga, com o tema “E, se…”. Os colaboradores da associação Doutores da Alegria foram convidados a construir utopias a partir do tema.

Leia a edição 2021 da revista Boca Larga

Retomada aos hospitais – Todos os hospitais de São Paulo e do Recife estão recebendo as visitas presenciais das duplas de palhaços, com todos os cuidados de saúde e respeito aos protocolos de segurança.​

A vacinação e os protocolos sanitários permitiram volta dos palhaços aos hospitais



Categorias


Lá do arquivo

Doutores da Alegria


Postado em:

Sobre Doutores

Tags

2021, retrospectiva, retrospectiva 2021

Deixe um comentário

avatar
  Receber notificação  
Notificação de
Existe 0 Comentário.