. “Por que no rio tem pato comendo lama?” – Doutores da Alegria

Para melhor visualização do site, utilizar navegador Google Chrome.

Blog

Institucional

“Por que no rio tem pato comendo lama?”

17 de junho de 2022
Tempo de leitura: 2 minutos

Eduardo Filho

Palhaço, ator e músico. Atua como Dr. Dud Grud na Doutores da Alegria, em Recife, desde 2006.

Comentario 0
Compartilhar 0

Muita gente do Recife, quando ouve essa pergunta, logo entende o sentido. Outras pessoas acham estranho pato comendo lama, se quem vive na lama é caranguejo chié, uma espécie de tamanho bem menor na família dos caranguejos. Nossa cidade é conhecida mundialmente por seus mangues, rios e pontes.

Na hora da limpeza, uma enfermaria do hospital, acredite, também vira mangue. A profissional da limpeza normalmente usa seu EPI (Equipamento de Proteção Individual) e, quando damos de cara com ela, enxergamos um caranguejo, pela máscara e pelas luvas que parecem com as patolas do bichinho. Como se não bastasse, geralmente o chão está molhado. Então, ao abrir a porta, sempre perguntamos se podemos entrar e elas nunca negam. Está feito o mangue! E como sou besta que só a gota, pego meu pandeiro e pergunto:

– Por que no rio tem pato comendo lama? Por que no rio tem pato comendo lama?

Ester, a profissional da limpeza, responde:

– Mangue, mangue, mangueeeee… podem entrar!

Entramos eu e Dra. Baju cantando essa célebre música do nosso querido Chico Science (1966-1997), que retrata bem a realidade da nossa cidade e fala de diversos bairros, o que é muito legal e divertido. E, naquela empolgação toda, com quem a gente encontra nesse mangue? Adivinha? Isso mesmo, com o Chico! Mas não o Science. Chico, o nosso paciente. Perguntei para ele:

Por que no rio tem pato comendo lama?

Porque tava com fome!

Caímos todos na risada, inclusive Ester, o caranguejo de plantão.

Falei:

Olha só, Chico, você está no meio do mangue, vê só que legal, até caranguejo tem…!

 Nesse momento, Ester começa a fazer movimentos dos braços, imitando um caranguejo.

– Olha aqui, Chico, que caranguejo lindo, as patolas são amarelas, olha!

A mãe do Chico falou:

– A gente é do interior e nunca viu caranguejo não, mas a música é boa!

Continuamos a cantar a música falando dos bairros do Recife, das pontes e, no final, Chico já batia palmas mostrando estar com a ritmologia em dia.

– Olha só, agora a senhora e Chico já conhecem boa parte da cidade, aqui mesmo posso citar um trecho da música que diz: “É Macaxeira, Imbiribeira, Bom Pastor, é o Ibura, Ipsep, Torreão, Casa Amarela, Boa Viagem, Jenipapo, Bonifácio, Madalena, Boa Vista, Dois Irmãos. É Cais do Porto, é Caxangá, Capibaribe, é o Centrão, eu falei….”*

Noutro dia, a gente encontrou Chico caminhando no corredor. Cantei outra música do Chico Science, só que desta vez parodiando:

“Eu só quero andar, nas ruas do hospital

Andar com minha mãe olhando para os lados

Olhando para frente

Eu vejo dois palhaços” **

E falei: 

– Olha só, Chico, um passo à frente e você não está no mesmo lugar…

Ele riu, olhou para trás e viu que já dava uma certa distância da porta de seu quarto. Balançou a cabeça e pediu à mãe para voltar para o mangue. Chegando lá, de volta ao mangue do seu quarto, tinha um eletricista fazendo uma manutenção. Chico logo pediu para que cantássemos a música do mangue e assim fizemos. O eletricista se contagiou com a energia, pegou um alicate e uma chave de fenda e entrou no meio da nossa banda, a Banda Besta, trazendo um molho percussivo todo especial. Chico adorou e os residentes também, que fizeram a maior plateia em uma janela pequena de todos os tempos. É tão bom falar da música e da cultura da gente!

 

*Música “Rios, pontes e overdrives “ (Chico Science,1994)

** Música “Um passeio no Mundo Livre” (Chico Science, 1996)



Categorias


Lá do arquivo

Eduardo Filho

Palhaço, ator e músico. Atua como Dr. Dud Grud na Doutores da Alegria, em Recife, desde 2006.


Postado em:

Histórias de hospital

Tags

caranguejo no hospital, Chico Science, Da lama ao caos, histórias de hospital, manguebeat, Nação Zumbi, Por que no rio tem pato comendo lama?, relatório, Rios pontes e overdrives

Deixe um comentário

avatar
  Receber notificação  
Notificação de
Existe 0 Comentário.