. Novos tempos para artistas em hospitais – Doutores da Alegria

Para melhor visualização do site, utilizar navegador Google Chrome.

Blog

Opinião

Novos tempos para artistas em hospitais

30 de setembro de 2020
Tempo de leitura: 1 minutos

Layla Ruiz

Atriz, palhaça e arte educadora. Atua como Dra. Pororoca na Doutores da Alegria, em São Paulo, desde 2007.

Comentario 0
Compartilhar 0

Estamos todos atravessando um período conturbado, de incertezas e desafios, mas também experimentando outras maneiras de interação. Novos tempos.

O mar da internet e suas possibilidades nos permitiu uma brecha segura no distanciamento social e, desde meados de julho, realizamos intervenções online com pacientes do Instituto de Tratamento do Câncer Infantil, em São Paulo. Primeiro passo, cada um no seu quadrado. Cada artista em sua casa e as crianças no hospital.

Acontece assim: duas profissionais do Itaci passam nos quartos dos pacientes e fazem o convite para o encontro. Elas abrem em torno de cinco salas virtuais, com até quatro crianças em cada, separadas por faixa etária, de alas diferentes do hospital. Tablets são revezados entre pacientes depois de devidamente higienizados.

Do lado de cá, os artistas ensaiam, criam um cenário propício, com objetos para criar interação na tela, instrumentos musicais e outros badulaques. Na verdade, os objetos que levamos nos bolsos do jaleco agora compõem nosso pedaço de tela, o quadradinho que passa a ser a casa do palhaço aos olhos das crianças!

A dupla também se prepara antes de realizar a intervenção, se reunindo previamente para conhecer os objetos um do outro e eleger objetos capazes de gerar a ilusão de viajar para além da tela. Criamos, assim, um repertório de possibilidades de interação virtual, que se amplia a cada nova intervenção, pois quando interagimos com as crianças sempre surgem inusitadas formas de interagir.

Muitas coisas aconteceram nos primeiros meses. Percebemos que é possível atravessar a tela e construir uma relação com cada criança. A lista de histórias pra contar já é grande e vira jogo quando, por exemplo:

Um dedo indicador é jogado de pessoa para pessoa como uma bola de futebol
Uma bolha de sabão voa livre, leve e solta com Pororoca e se materializa nas mãos de Zequim
Soa a caixinha de música, Zequim dorme e Pororoca convoca as crianças para, no comando 3, gritarem o nome de Zequim para que ele acorde da soneca
Uma música soa num quadrado e nos outros a dança rola solta

Agradecemos muito ao Itaci por embarcar conosco nesse projeto e por acreditar que é possível construir pontes de arte, afeto e cumplicidade, ainda que virtualmente. Seguiremos firmes e fortes!



Categorias


Lá do arquivo

Layla Ruiz

Atriz, palhaça e arte educadora. Atua como Dra. Pororoca na Doutores da Alegria, em São Paulo, desde 2007.


Postado em:

Quarentena

Tags

brincadeiras, cenário, encontro virtual, ensaio, intervenção online, ITACI, jogo, quarentena, tela, visita virtual

Deixe um comentário

avatar
  Receber notificação  
Notificação de
Existe 0 Comentário.