Para melhor visualização do site, utilizar navegador Google Chrome.

Blog

Uma sabiá no isolamento

19 de maio de 2017
Tempo de leitura: 1 minutos

Doutores da Alegria

Comentario 1
Compartilhar 0

Antes de entrar na UTI pediátrica, perguntamos a duas técnicas de Enfermagem se havia algo que precisávamos saber antes de começar as visitas. É uma prática habitual em nossa rotina de trabalho. 

– Sim, isolamento na enfermaria 4.
– Não podem entrar.
– Mas podem ficar na porta.
– Usem máscara, avental e luva se quiserem entrar.
– Por que tudo isso?, perguntei.
– É uma superbactéria, Dr. Euzébio!

DRs_Imip_Foto RogerioAlves__112

Fiquei assustado e quase comecei a chorar, dizendo que não iria lá por nada nesse mundo. Dr. Micolino, meu parceiro, me convenceu a fazer o contrário, me empurrando até a porta da tal enfermaria onde reinava a superbactéria que impedia a entrada dos médicos.

A porta estava fechada e não se ouvia um ruído sequer. Havia um monte de papel toalha na pia, logo na entrada da enfermaria. Peguei algumas folhas, usando-as como escudo, e bati na porta. Instantes depois um homem muito simpático abriu a porta. Era o pai da F., que ria das nossas caras inquisidoras. 

Procape -  Lana Pinho_-11

Ficamos na porta do quarto e olhamos por todos os cantos, de cima a baixo, procurando a tal vilã. A superbactéria estava muito bem escondida, quem sabe até já havia fugido. Depois de nos apresentarmos, cantamos uma canção para a menina, que nos olhava com seriedade. 

Até cheguei a achar que não estava gostando. Só que ao final da canção, ela balbuciou algo tão baixinho que o pai teve que traduzir.

– Entra!
– Eles não podem, respondeu o pai.
– Então canta outra!

DRs_Imip_Foto RogerioAlves__117

Dessa vez foi Micolino quem pegou a viola e puxou a canção do sabiá, enquanto eu puxei um pedaço de papel colorido e comecei a construir, ali mesmo, um pássaro que bate asas.

– Pai, não deixa eles irem embora!, o pai traduziu para nós.

Terminada a canção, tinha em minhas mãos uma sabiá de papel, que pegou carona nas mãos do pai da F. e saiu batendo asas para dar-lhe um beijinho na testa. A última frase nem precisou de tradução. De onde estava, ela sorriu e nos mandou um beijo dizendo: Volta, viu?.

Dr. Eu_zébio, mais conhecido como Fábio Caio,
direto do IMIP, em Recife.



Categorias


Lá do arquivo

Doutores da Alegria


Postado em:

Tags

canção, enfermaria, sabiá, superbactéria

1
Deixe um comentário

avatar
0 Comentar tópicos
0 Respostas do Tópico
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Tópico de comentário mais quente
0 Autores de comentários
Autores recentes de comentários
  Receber notificação  
Mais recentes Mais antigos Mais votados
Notificação de
Nair Adriano
Visitante
Nair Adriano
Visitante

Sou enfermeira da sala de curativo de um hospital infantil municipal em uma cidade do Rio de Janeiro.
Adoroooo o trabalho de vocês quem me dera tê-los conosco.

Existe 1 Comentário.