Para melhor visualização do site, utilizar navegador Google Chrome.

Blog

Um raio luminoso no céu da humanidade

10 de setembro de 2014
Tempo de leitura: 2 minutos

Doutores da Alegria

Comentario 15
Compartilhar 0

Nós, que vivemos em grandes cidades, estamos acostumados a esperar por tudo na vida. Esperamos parados no trânsito, em filas nos bancos ou até mesmo o resultado de um teste. Mas nenhuma espera se assemelha à espera pela morte. 

No Instituto de Tratamento do Câncer Infantil, em São Paulo, há muitos pacientes nos cuidados paliativos. Para quem não sabe, os cuidados paliativos são exercidos para dar qualidade no final da vida a pacientes que nada mais têm a fazer a não ser esperar pela morte. Não há mais solução para o caso deles. 

Já diria o velho dito popular:

“A única certeza que temos nessa vida é a de que vamos morrer um dia.”

Esses pacientes sabem que seus dias estão contados.  

um raio luminoso

Eu fiquei impressionado com a força desses “meninos” que mesmo diante da morte conseguem tirar alegria dos pequenos encontros que temos. Vi que para eles, e consequentemente para nós, besteirologistas, os encontros tornam-se extremamente importantes, pois não sabemos se esse encontro se repetirá no outro dia. É praticamente impossível para nós falarmos “até segunda!” já que pode ser que ele não esteja mais lá nesse dia. 

Esses encontros com esses “meninos” se refletem em nossa vida particular, pois passamos a potencializar os encontros que a vida nos oferece

um raio luminoso

Lembrei do que disse o renomado samurai Musashi

“… amar a vida não era o mesmo que satisfazer a fome sem nada fazer, ou viver longamente sem nenhum objetivo. Significava, isto sim, esforçar-se para dar sentido a essa inestimável vida no momento em que se via obrigado a dela se despedir, dar-lhe o devido valor, riscar no céu da humanidade, até o último suspiro, o luminoso traço de uma vida plena de significado. 

Ali estava o âmago da questão. Comparados às centenas de milhares de anos da humanidade, os setenta ou oitenta anos de duração da vida de um homem não eram mais que um piscar de olhos. Nessas circunstâncias, mesmo que um homem morresse antes de completar vinte anos, sua vida teria sido longa se fosse brilhante. Esse seria também o retrato do homem que verdadeiramente amava a vida. 

Dizem que o período mais importante e difícil, em todos os empreendimentos, é o inicial. No caso da vida, porém, o mais difícil é o final, o da despedida. Pois é a partir daí que se estabelece o valor ou a duração de uma existência, daí se sabe se ela havia sido fugaz, como espuma na areia, ou um raio luminoso no céu da humanidade.” 

Esses “meninos”, sem sombra de dúvida, nos ensinam como se tornar um raio luminoso no céu da humanidade.

um raio luminoso no ceu

Duico Vasconcelos (dr. Pistolinha)
Instituto de Tratamento do Câncer Infantil – São Paulo



Categorias


Lá do arquivo

15
Deixe um comentário

avatar
0 Comentar tópicos
0 Respostas do Tópico
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Tópico de comentário mais quente
0 Autores de comentários
Autores recentes de comentários
  Receber notificação  
Mais recentes Mais antigos Mais votados
Notificação de
Silvia ferreira
Visitante
Silvia ferreira
Visitante

A maior doação que alguém pode fazer ao próximo é o amor, não importando o quanto tempo ele dure…
O trabalho desse pessoal é simplesmente apaixonante e emocionante.
Parabéns a essas pessoas lindas.

Elisabeth Baroni
Visitante
Elisabeth Baroni
Visitante

Minha irmã e voluntária no Inca Rio, é muito lindo! Tô pensando em arrumar um tempo na minha vida é ser uma futura voluntária também! Abraço forte!

josiane padua
Visitante
josiane padua
Visitante

Amooooooooooooooooooooo voces se eu puder ajudar ,conte comigo sou tecnica em Enfermagem,conte comigo pro que der e vier abraços a todos voces anjos de luz ….amem.

Eline Bernardo
Visitante
Eline Bernardo
Visitante

Estamos de passagem… Dr Pistolinha…. Estes irmãozinhos que estão aqui conosco de passagem, e nos fazem a cada dia acreditar que o sentimento único e eterno, é o amor, e que não existe final… E sim o começo, o recomeço, só que em outro plano… A volta para casa…Você esta sendo um instrumento de paz e boa vontade que Jesus colocou em nossas vidas, para nos ensinar, a sermos fraternos, sermos benevolentes e acima de tudo, deixar uma gota de esperança, em cada sorriso que você faz brotar…É verdade o que você diz, não sabemos a duração de uma existência,… Leia mais »

Céia Laczynski
Visitante
Céia Laczynski
Visitante

Sou fã incondicional dessas pessoas que se vestem de palhaços, ” Os Doutores da Alegria “, e levam alegria àqueles que têm tão pouco, ou mesmo só esperam pelo último suspiro de vida. Parabéns a vocês, seres ímpares, que dedicam parte do seu tempo e muito do seu amor a quem tanto precisa de atenção e afeto. Deus os abençoe sempre! Deus derrame muitas bençãos nesses anjos que lutam para sobreviverem.

Existem 15 Comentários.