Para melhor visualização do site, utilizar navegador Google Chrome.

Blog

Se algum dia me vir chorando

14 de abril de 2015
Tempo de leitura: 2 minutos

Doutores da Alegria

Comentario 18
Compartilhar 0
Nem sempre os besteirologistas são queridos à primeira visita.

É preciso, muitas vezes, o tempo da conquista até que os laços de estabeleçam. E esse é o caminho que leva e eleva os encontros aos momentos felizes dentro de um hospital. E como nem tudo é fácil, é preciso persistir e achar, ao menos, uma brecha no meio de um choro imbuído de medo, manha ou outro sentimento de vulnerabilidade de uma criança, por exemplo, para a transformação crescer. 

Naquele dia, a pequena D. chorou bem depois de termos tido a permissão para entrar na enfermaria e de ter nos olhado três vezes. A sua mãe, fonte e porto seguro, não estava ao seu lado e isso agravou a reação. Enquanto ela chorava, as outras crianças esperavam, ávidas, a vez de a brincadeira acontecer com elas. É sempre comum, ao vermos uma reação de choro de uma criança, acreditarmos que não é conveniente nossa presença e partirmos. Nessas situações me pego pensando que sair, desistir, é o caminho mais fácil e previsível.

se algum dia me vir chorando2

Às vezes, claro que não dá para seguir, noutras tem sempre uma chance. E talvez eu acredite sempre na outra chance. É que o meu desejo por dentro e fora da máscara que uso é de ir além, de mudar, de conseguir conectar e estabelecer um canal de comunicação sem desistir tão fácil do encontro só porque tem choro. Isso é um desafio, um risco, um abismo cheio de possibilidades

E foi sem medo de partir o fio, e percebendo que aquele choro era porque ela acreditava que por trás daquela máscara não havia um ser gente, um humano chorão feito ela, que decidi ir além. Enquanto a razão pedia para sair, ir embora, a emoção pedia que arriscasse atravessar o limiar. Assim foi que, ao lado de sua mãe, retiramos o nariz vermelho de palhaço que somos e revelamos o “nosso segredo”. E eis que a fonte secou e o olho brilhou, mas sem rir.

Ela se viu no espelho dos nossos olhos e reconheceu uma criança, mais adulta que ela, e que sabia e queria brincar. 

se algum dia me vir chorando

E assim saímos, sem mais som nenhum de choro, apenas um olhar silencioso e curioso acompanhando nossas ações e brincadeiras com as outras crianças da enfermaria. Se fôssemos embora, desistido dela, o choro não seria alento do desconhecido. Ao menos agora, ela saberá que o mistério está além do que se quer ver e o que se vê é real como ela é. 

E se algum dia me vir chorando, não vá embora e nem desista de mim.

Dr. Lui (Luciano Pontes)
Hospital Barão de Lucena – Recife



Categorias


Lá do arquivo

Doutores da Alegria


Postado em:

Tags

aproximação, choro, contato, olhar, primeira vista

18
Deixe um comentário

avatar
0 Comentar tópicos
0 Respostas do Tópico
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Tópico de comentário mais quente
0 Autores de comentários
Autores recentes de comentários
  Receber notificação  
Mais recentes Mais antigos Mais votados
Notificação de
Magda
Visitante
Magda
Visitante

Sem palavras para expressar a linda atitude de vocês e sei bem como e tão importante e enriquecedor cada olhar desses pequenos. Amo estar com eles aprendo todos os dias que posso estar na presença deles e tem dias que da vontade e de levar todos pra casa…
faço suas as minhas palavras….
E se algum dia me vir chorando, não vá embora e nem desista de mim.

Cristina Ramalho
Visitante
Cristina Ramalho
Visitante

e quando eu estiver triste, simplesmente me abrace…. 🙂

Mario
Visitante
Mario
Visitante

Texto lindo simples emocionante. Parabéns 1

Maria Auxiliadora
Visitante
Maria Auxiliadora
Visitante

Quando vejo um trabalho da magnitude deste que vocês, Doutores da Alegria, realizam, volto a acreditar que o mundo poderá transformar-se no Paraíso. Além do imenso Bem que fazem Às crianças e suas famílias, também nós outros somos banhados com a Luz que emana de vocÊs! Muito obrigada! Deus os abençoe e proteja, sempre!

Roberto Andrade
Visitante
Roberto Andrade
Visitante

Que coisa mais linda meu Deus, sabias das mas sabias palavras foram utilizadas, meus parabéns pelo trabalho de vcs e queria eu que muitas pessoas pensassem como vcs pensam. Sendo assim o mundo seria bem mais diferente e se ao menos elas reconhecessem, percebessem em vcs, estou aqui pra isso, pra dizer que vcs tem voz, vcs tem vez e acima de tudo, não deixam que a luzinha verde da esperança se apague 🙂
Obrigado por existirem e espero também um dia ser Dr° da Alegria ^^

Existem 18 Comentários.